Primeira publicação de poesias escritas por travestis, trans, mulheres e não binaries chega ao Brasil

Da Redação Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, México, República Dominicana e Venezuela. É por meio do Slam, torneio de poesia falada, que as vozes de mulheres, travestis, homens trans e não binaries da América Latina ecoam no livro A língua quando poema | La lengua cuando poema, publicado pela Editora Baderna Literária em edição bilíngue: português e espanhol. OrganizadaContinuar lendo “Primeira publicação de poesias escritas por travestis, trans, mulheres e não binaries chega ao Brasil”