Investimento em circo parece brincadeira, mas é coisa séria

Da Redação

A cada dia aumenta mais o número de companhias preocupadas e empenhadas com seu impacto social, e o porquê disso é que elas estão mais socialmente responsáveis, seguindo os princípios de boas práticas, sociais e de governança com ganho não só para os colaboradores, mas para toda a sociedade. Ações focadas não apenas no lucro mas, cumprindo um papel social que garanta investimento no capital humano, aderentes ao tema ESG, “Environment, Social & Governance” (Ambiental, Social e Governança, ou ASG no português).

Conforme apresentado recentemente no estudo “Sustentabilidade na Agenda das Lideranças da América Latina”, da SAP, fornecedora de software de gestão empresarial, que envolveu mais de 140 entrevistas com líderes regionais de médias e grandes empresas na Argentina, Brasil, Colômbia e México, quase 70% dos c-levels sinalizaram que possuem uma estratégia de impacto concentrado em ações ESG. São empresas e gestores preocupados em dividir com a sociedade os frutos da operação da qual são protagonistas e agentes.

Isso não é mais uma tendência, mas reflete o compromisso social que a empresa tem que demonstrar e devolver para a região onde atua. Um exemplo disso está sendo feito em Goiânia, com a Trinus Co, primeira landtech do mercado, que está investindo num projeto social com mais de 30 anos de atuação na cidade. Um dos apoiadores é o cantor Jorge Barcelos, da dupla sertaneja Jorge e Mateus.

Considerado símbolo cultural da região, o Circo Laheto atende gratuitamente crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, oferecendo apoio educacional com atividades lúdicas, circenses e esportivas.

“Nós já investimos mais de R$ 120 mil na reforma e em benfeitorias para o circo, além de fomentar melhorias que envolvem parte estrutural, incluindo a nova lona que vai dar mais segurança aos usuários do espaço. Estamos promovendo benfeitorias para ajudar o circo a continuar a atender de maneira gratuita crianças e adolescentes da região oferecendo a educação continuada, atraindo mais eventos e angariando fundos para prestar um importante serviço social na comunidade, se tornando uma organização autossustentável”, diz Giovanna Dutra, COO da Trinus.

Evento com personalidades da região

A primeira parte do projeto será entregue para a comunidade no dia 31 de maio, quando o circo Laheto irá promover uma tarde de apresentação dos alunos do projeto social. A agenda contará com a participação de gestores e políticos locais, bem como o cantor Jorge, além de colaboradores da Trinus e famílias atendidas pelo projeto. “A arte circense é uma arte importante para a formação dessas crianças e vamos investir nisso com o propósito de ajudar a manter essa tradição de mais de 30 anos de pé, trazendo ainda mais alegria para a população que mais necessita, os capacitando para o futuro”, reforça Dutra.

Responsabilidade social contínua

Essa ação reforça mais uma vez a preocupação que a empresa tem com a comunidade ao seu entorno. Anteriormente, a Trinus também promoveu uma campanha de incentivo à doação de sangue em parceria com o Hemocentro de Goiás; realizou a arrecadação de mais de 1600 brinquedos para o Dia das Crianças e arrecadou mais de 9 toneladas em cestas básicas no Natal, doadas para famílias atendidas pelo Circo, mostrando que a responsabilidade social é pauta séria e permanente dentro da companhia. Agora, junto ao cantor Jorge, um dos objetivos é somar mais apoiadores para manter vivo o projeto educativo que faz a diferença para a comunidade goiana.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s