Ailton Krenak, Maria Luiza e Bartolomeu serão homenageados no FICA 2022

Da Redação

A 23° edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica), que ocorrerá de 24 de maio a 05 de junho, fará homenagem especial a três importantes personalidades: o ativista, filósofo e ambientalista Aílton Krenak, a professora, militante das causas sociais e moradora da cidade de Goiás Dona Maria Luiza e o projecionista do Cine Cultura Bartolomeu Marinho, o Bartô, que faleceu em fevereiro do ano passado, vítima da covid.

Importante líder e ativista do movimento socioambiental e de defesa dos direitos indígenas, Ailton Alves Lacerda Krenak receberá um dos troféus de homenagem desta edição. Krenak ficou conhecido pelo discurso histórico na Assembleia Constituinte, em 1987. Na ocasião, ele pintou o rosto de preto, protestando contra o retrocesso dos direitos dos povos indígenas. Além de escritor, jornalista e pesquisador, ele também é responsável pela fundação da ONG Núcleo de Cultura Indígena, da União das Nações Indígenas e do Movimento Aliança dos Povos da Floresta.

Além das causas indígenas estarem presentes no Fica deste ano por meio das produções selecionadas e do homenageado, o evento irá promover ainda, dentro de sua programação, a Tenda Multiétnica, que contará com rodas de conversas, minicursos, oficinas e atividades culturais. Estarão presentes representantes dos povos indígenas Xavante, Karajá, Tapuia, Avá-Canoeiro e Guarani-Kaiowá, quilombolas das comunidades do Cedro, Kalunga, Recanto Dourado e camponeses.

Conhecimentos medicinais

Maria Luiza Oliveira receberá essa honraria do evento pelo relevante trabalho dedicado à Cidade de Goiás e aos vilaboenses. Ela é bastante conhecida pela população em função de seu conhecimento na utilização das plantas medicinais do cerrado; sabedoria herdada de sua bisavó materna e de seu avô. Dona Maria Luiza também é professora aposentada, formada pela UFG e militante das causas sociais. Atualmente coordena a Pastoral da Saúde da Diocese de Goiás.

Ela teve uma importante contribuição na área da saúde pública, por meio da medicina popular. Após se aposentar, Dona Maria Luiza se dedicou a aprofundar os conhecimentos sobre as plantas medicinais e foi indicada pela comunidade para ajudar na organização e implantação da Pastoral da Saúde na Regional Serra Dourada. Para melhor desempenho da função, Maria Luiza complementou sua formação com o curso de Fitoterapia e Práticas em Manipulação.

Contribuições cinematográficas

Apaixonado pela sétima arte, Bartolomeu Marinho será homenageado por seu relevante papel para o cinema em Goiás. Projecionista do Cine Cultura em Goiânia por mais de 30 ano, Bartô era um verdadeiro símbolo do audiovisual goiano, e conhecido por todos por sua gentileza e atenção com os frequentadores do cinema. Nascido em Barra do Garças (MT), mudou-se para Goiânia ainda menino.

Ao reconhecer sua importância e homenageá-lo, o Fica homenageia também todos os técnicos de cinema – platôs, maquinistas, figurinistas, assistentes, maquiadores, bilheteiros, porteiros, entre tantos outros são responsáveis por manter viva nossa paixão pelos filmes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s