Ministro da Saúde terá que explicar falta de medicamentos no SUS

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, deve comparecer à Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara no dia 16 de junho para explicar os motivos do desabastecimento de medicação básica nas unidades públicas de saúde, como antibióticos e analgésicos. O requerimento foi do deputado federal Elias Vaz (PSB-GO) após receber reclamações diversas no gabinete.

“Há relatos de que os médicos, antes de receitarem o remédio, precisam ligar nas farmácias e perguntar quais antibióticos estão disponíveis no dia. Muitos pacientes tiveram que peregrinar em busca de medicamentos básicos em Goiás, que abriga algumas das maiores indústrias farmacêuticas nacionais”, afirma o parlamentar. Elias Vaz lembra que o Ministério da Saúde é o órgão responsável pela gestão dos estoques.

O deputado revelou no mês passado o escândalo da compra, autorizada pelo governo federal, do citrato de sildenafila, popularmente conhecido como Viagra, e próteses penianas infláveis pelas Forças Armadas. Elias Vaz identificou a aquisição de 11 milhões de comprimidos pela Marinha, que firmou contrato com o laboratório EMS para transferência de tecnologia, ou seja, para começar a produzir o Viagra. “Fica o questionamento sobre os critérios para a definição de medicamentos produzidos pelas Forças Armadas. Se está faltando analgésico, por que o governo não faz parcerias para a produção”, questiona o parlamentar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s