Prefeito se recusa a responder denúncias apresentadas na Câmara

O vereador Mauro Rubem (PT), durante prestação de contas do prefeito Rogério Cruz (Republicanos) na Câmara, nesta segunda-feira (18), questionou o Executivo sobre a situação dos servidores da Educação e a decisão de não pagar o reajuste do piso salarial determinado pela União (33,24%) e da data-base. Com números apresentados pelo próprio prefeito e pela secretaria de Finanças, Mauro Rubem afirmou que havia caixa pra atender as demandas da categoria, que esteve nas galerias da Casa e protestou contra a postura do prefeito.

O vereador também se manifestou contrário ao que chamou de sucateamento da Saúde. Para Mauro, a ideia é entregar a área para Organizações Sociais (OSs), que possuem histórico de corrupção na gestão da Saúde no Rio de Janeiro e em Goiás.

Mauro cobrou ainda uma solução para o Instituto Municipal de Assistência à Saúde dos Servidores de Goiânia (Imas) e a falta de pagamento dos prestadores de serviço, que culminou com a paralisação do atendimento aos segurados.Além disso, o parlamentar destacou o aumento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e o novo Plano Diretor, aprovado em 2021, como pontos prejudiciais à capital e à população.

Citando a Bíblia, o prefeito se recusou a responder as denúncias apresentadas e documentadas por Mauro e disse que se manifestará por escrito. Rogério Cruz disse que não há nada certo sobre a terceirização da Saúde, mas não negou que existam estudos sobre o assunto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s