Processo de registro das Procissões da Semana Santa da cidade de Goiás está em avaliação pelo Iphan 

As Procissões da Semana Santa da cidade de Goiás estão em processo de registro como Patrimônio Cultural do Brasil pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A documentação encaminhada ao órgão em 2020, já teve a análise técnica preliminar da superintendência em Goiás, e agora o pedido aguarda o posicionamento da Câmara Setorial do Patrimônio Imaterial, grupo vinculado ao Conselho Consultivo e responsável pela decisão sobre os processos de reconhecimento dos bens de natureza imaterial. 

Após dois anos de eventos virtuais devido à pandemia do coronavírus, a Semana Santa retoma os eventos de forma presencial, e como parte das diversas manifestações que a incorporam, está a Procissão do Fogaréu que acontecerá no dia 13 de abril. Nesta data, o Escritório Técnico do Iphan na cidade fará a recepção de autoridade no local para o acompanhamento da Procissão, além de reforçar as informações para os turistas.  

A encenação da Procissão do Fogaréu de Goiás, conforme Dossiê Etnográfico do Inventário de Referências Culturais (INRC) realizado pelo Iphan, foi reintroduzida nas celebrações da Semana Santa em 1965, por iniciativa da Organização Vilaboense de Artes e Tradições (OVAT). A cerimônia se alimenta de valores e de memórias que permeiam a realidade cultural dos vilaboense, pois rementem às vivências das diversas procissões que ocorrem nas celebrações da Semana Santa em Goiás.  

A Procissão encena a perseguição a Jesus por seus inimigos, antes de ser preso e crucificado, segundo a tradição católica. No formato atual, esses inimigos são representados por farricocos, homens descalços, vestidos com túnicas e encapuzados, portando tochas acesas. O trajeto começa na frente da Igreja da Boa Morte, passando pelas Igrejas do Rosário e de São Francisco de Paula, tendo seu ritmo ditado pela fanfarra que, com diferentes tipos de toques, impõe a marcha dos farricocos. A encenação ocorre sempre à meia noite da Quarta-Feira de Trevas e é um dos símbolos que representa a cidade para os seus visitantes. 

As atividades da Semana Santa envolvem a população em torno da crença e das tradições religiosas do calendário católico. O INRC elenca a Semana como uma das referências culturais mais significativas do município. “São eventos voltados ao catolicismo, mas com expressões religiosas, culturais africanas e indígenas, num processo de hibridismo religioso. São nesses valores católicos, afrodescendentes e indígenas, próprios das manifestações populares, que compõem a construção cultural da sociedade brasileira”, explica a historiadora do Iphan-GO, Renata Galvão.  

Atraindo milhares de turistas para a cidade, as celebrações religiosas com missas, vigílias, via sacras e outras procissões ocorrem desde o mês de março, com o início da Quaresma, Semanas dos Passos e das Dores. Para o superintendente do Iphan-GO, Allyson Cabral, “o retorno desses eventos representa maior fluxo de pessoas na cidade, a valorização da cultura, o reencontro de detentores que fazem esses eventos acontecerem, além do fortalecimento do turismo no município”, avalia. 

Reconhecimentos 

O município de Goiás, antiga capital do estado, possui o conjunto arquitetônico, paisagístico e urbanístico tombado pelo Iphan em 1978 e o reconhecimento como Patrimônio Mundial, pela Unesco, desde 2001. “Milhares de turistas e religiosos que vão à cidade todos os anos para acompanhar as procissões, além de valorizarem a cultura e a tradição realizada há anos, buscam um momento de fortalecimento da fé e união. Quando for aprovado o título para as Procissões da Semana Santa de Goiás, a cidade terá o primeiro reconhecimento de Patrimônio Imaterial do governo federal”, completa o superintendente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s