Maioria dos inadimplentes goianos tem entre 30 e 39 anos

Uma pesquisa divulgada pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) apontou que o número de inadimplentes em Goiás cresceu 0,62% em fevereiro deste ano, em relação ao mesmo período de 2021. Já na passagem de janeiro para fevereiro, o número de devedores do estado cresceu 0,56%.

A capital, por outro lado, vai contra a tendência de aumento. As informações dão conta de que a inadimplência em Goiânia caiu 0,01% na comparação entre os meses de fevereiro de 2022 e do ano passado.

No que se refere a faixa etária, goianos de 30 a 39 anos lideram o ranking da inadimplência. Em Goiás, alcançando a marca de 26,11% e, em Goiânia, 26,45%. Na somatória, os incluídos nesse grupo deviam, em média, R$ 3.390,60 em fevereiro. Na capital a cifra subiu, chegando a R$ 3.912,66.

Para o presidente da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) Goiânia, Geovar Pereira, a explicação para os devedores estarem nessa janela de idade provavelmente está ligada ao poder de compra, que começa a aumentar após os 30. “Nessa faixa etária o adulto já começa a perceber mais estabilidade na carreira o que, em alguns casos, faz com que o indivíduo adquira mais bens ou faça contas mais altas. Além disso, muitos se casam, constituem família e iniciam outros tipos de dívidas. Independentemente do caso, é preciso planejamento financeiro para não se tornar inadimplente”, alerta. 

O setor com participação mais expressiva do número de dívidas em Goiás foi o de bancos, com 49,12%, seguido por comércio (20,05%), comunicação (13,18%), água e luz (9,22%) e outros (8,44%). Na capital os bancos correspondem a 56,01% do total de dívidas, seguido por comunicação (14,27%), comércio (12,94%), outros (8,88%) e água e luz (7,90%).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s