Ninguém quer saber de Arthur do Val, o Mamãe Falei… Demais

O deputado estadual Arthur do Val, conhecido como Mamãe Falei, nome de seu canal no You Tube, enfrenta uma feroz reação a suas declarações sexistas e machistas sobre as mulheres ucranianas. Em áudios revelados pelo site Metrópoles na sexta-feira e que circulam pela internet freneticamente desde então, ele dizia, entre outras barbaridades, que “as ucranianas são fáceis porque são pobres.”

Desde a repercussão, do Val já perdeu a namorada, teve que recuar de sua pré-candidatura ao governo de São Paulo, recebeu críticas do colega de partido Sergio Moro, enfrenta dez pedidos de cassação na Assembleia Legislativa de São Paulo e está sendo pressionado a se desfiliar do Podemos para não manchar ainda mais a imagem do partido, o que está previsto para hoje.

Como o tempo é sempre senhor da razão, hoje, o ex-presidente do Podemos em São Paulo, Igor Soares, prefeito de Itapevi, emitiu uma nota para avisar ao partido que ele “já sabia” da índole do deputado do MBL, eleito como bolsonarista raiz em 2018. Soares lembra que deixou o comando do partido quando do Val se filiou, por não concordar com o convite. Agora, diz que estava certo.

Leia a nota:

“Repúdio 

Quando foi decidido pela filiação do Arthur do Val – Mamãe Falei no Podemos, imediatamente deixei a presidência estadual do partido por não concordar com a postura deste parlamentar. Agora, ao ter acesso a postura sexista do deputado sobre mulheres ucranianas, tenho convicção que fiz a melhor escolha. 

Igor Soares

Prefeito de Itapevi – SP

Ex-presidente estadual do Podemos – SP

Cassação

Na tarde de hoje (07), a OAB-SP e as deputadas estaduais de todos os partidos representados na Assembleia Legislativa de São Paulo, também irão protocolar uma representação junto à Alesp para imediatas providências de apuração e sanção da conduta do deputado.

Além disso, a deputada federal Sâmia Bomfim (PSOL/SP), a deputada estadual Monica Seixas (PSOL)  e o ex-deputado estadual Raul Marcelo também apresentaram denúncia ao Ministério Público pedindo investigação sobre o Tour de Blonde e a apologia ao turismo sexual de Arthur do Val e Renan Santos, ambos do MBL. 

“Esta não é uma pauta de política partidária, apenas. É uma ação de cidadania e defesa de todas as mulheres e convocamos toda a sociedade para essa luta”, diz Mônica Seixas. 

As parlamentares do PSOL vão aproveitar o ato de hoje para publicizar a Ação junto ao MP e entregar ao presidente da Casa o abaixo-assinado do “movimento Juntas” com pedido de cassação formal ao deputado “Mamãe Falei”.

“O Deputado Arthur do Val precisa ser imediatamente afastado do parlamento e responsabilizado por sua fala machista e elitista. Não podemos aceitar que um sujeito que objetifica mulheres em situação de desespero em plena guerra siga com seu mandato como se nada tivesse acontecido. Sua cassação é urgente”, destaca Sâmia Bomfim. (Foto: Guilherme Monteiro)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s