Crise humanitária na Ucrânia se agrava, com maior risco de trauma e exploração para crianças

Organização internacional de assistência humanitária, a Visão Mundial alerta para o impacto psicológico negativo que a atual crise na Ucrânia terá em crianças e famílias. A ONG, focada no trabalho com crianças e presente na Europa Oriental há décadas, está intensificando a sua operação de ajuda aos refugiados da Ucrânia que entram na Romênia e também planeja prestar primeiros socorros psicológicos a crianças traumatizadas pelo conflito, bem como fornecer suprimentos básicos para os refugiados.

A Visão Mundial também expressa preocupação com crianças que podem potencialmente ser separadas de seus pais e familiares durante o deslocamento de suas casas e comunidades, expondo-as a elevados riscos de violência, exploração e abuso.

Na Moldávia, a Visão Mundial está estabelecendo parcerias com ONGs locais para coordenar e apoiar os esforços de acolhimento a refugiados. A entidade também planeja fornecer continuidade educacional para crianças ucranianas, que agora não têm acesso a instituições de ensino. Ainda há conversas em andamento com vários parceiros para apoiar o trabalho deles dentro da Ucrânia também.

“Estamos genuinamente preocupados com as crescentes necessidades humanitárias e psicológicas das crianças e famílias mais afetadas pela crise na Ucrânia. A situação está mudando rapidamente, mas estamos vendo na Ucrânia, como vimos em outros conflitos ao redor do mundo, que há um crescente impacto psicológico sobre crianças e famílias”, afirma Eleanor Monbiot OBE, líder regional da Visão Mundial para o Oriente Médio e Europa Oriental.

“Em razão disso, além de distribuir pacotes de ajuda humanitária, incluindo itens de higiene e kits infantis, a Visão Mundial está presencialmente na Romênia e planeja uma resposta transfronteiriça na Moldávia para oferecer apoio essencial aos refugiados. Vamos começar fornecendo itens práticos, como água e outros suprimentos, mas também visamos a oferta de primeiros socorros psicológicos para crianças e indivíduos que chegam da Ucrânia. Usando nossa significativa experiência local na Romênia, apoiaremos também a continuidade da educação das crianças. Em situações de conflito em todo o mundo, descobrimos que isso ajuda a restaurar um senso de normalidade e criar melhores mecanismos de enfrentamento durante o que pode muito bem se tornar uma crise prolongada”, pontua.

“Estamos cada vez mais preocupados com a possibilidade real de crianças serem separadas de seus pais e de suas famílias durante o deslocamento. Crianças obrigadas a abandonar as suas casas e, em especial, aquelas que não têm a proteção de um responsável legal, são incrivelmente vulneráveis à exploração e à violência’, conclui Monbiot.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s