Entidades do setor produtivo cobram de Rogério Cruz prorrogação do pagamento do IPTU com desconto

Diante do caos provocado pelo projeto de alteração do Código Tribut´ario de Goiânia, que provocou reajustes estratosféricos no valor do IPTU na capital, um grupo de mais de 20 entidades do setor produtivo, sob a coordenação do Sesp (Serviço Social Patronal de Goiás), se reúne hoje, às 16h, no Paço Municipal, com o prefeito de Goiânia Rogério Cruz (Republicanos), para solicitar o adiamento na data de pagamento à vista e com desconto do IPTU (com vencimento para hoje).

O objetivo é criar uma janela de prazo para chegar a um acordo sobre a forma de calcular o aumento do imposto, já que até hoje o secretário de Finanças, Geraldo Lourenço, não soube explicar por que os valores são tão diferentes – e maiores – do que os apresentados à Câmara Municipal de Goiânia para a aprovação do crédito. Desde que os boletos começaram a chegar às casas dos contribuintes, vereadores goianienses passaram a ser alvos de intensos protestos da população e cobraram uma solução por parte do Executivo.

A proposta que será debatida diretamente com o chefe do Executivo municipal no encontro é que apenas o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) –  10,06% – seja utilizado no reajuste do IPTU da capital em 2022, mesmo índice defendido pelo Ministério Público.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s