Prefeitura de Goiânia promove Curso de Afroempreendedorismo em parceria com o Sebrae

A Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas (SMDHPA), promove o Curso de Formação para Afroempreendedores. Realizada em formato virtual em parceria com o Sebrae, a iniciativa aborda temas como inovação, atendimento, finanças, mercado, marketing e planejamento. As aulas tiveram início na última quinta-feira (03) para turma composta por 26 afroempreendedores que, inclusive, participaram da construção dos conteúdos e cronograma do curso.

A aula magna foi ministrada pela analista de negócios inovadores e fundadora do projeto Afroempreendendo, Fau Ferreira. Representante do Sebrae Bahia, Fau apresentou o conceito de afroempreendedorismo e a série de iniciativas e estratégias da área a nível nacional. O segundo encontro, realizado na segunda-feira (07), teve a presença da afroempreendedora goianiense Naya Violeta.

Estilista goianiense, Naya fundou a marca que leva seu nome no ano de 2007 (@nayavioleta) e desde então trilhou caminhos que a levaram a ser a primeira estilista goiana a desfilar na São Paulo Fashion Week. Ela dividiu com a turma a história de como iniciou seu negócio, agregou valor à marca por meio da cultura afro e quais modelos de gestão utiliza atualmente, além de dar dicas para os afroempreendedores que querem se diferenciar no mercado.

Rogério Cruz (Republicanos), prefeito de Goiânia, ressalta a importância deste tipo de formação. “A oferta de um curso de afroempreendedorismo gera oportunidades para a criação de uma cadeia produtiva, promove inclusão social e econômica. Com isso, estimula a inovação e a criação de novos negócios, ampliando as oportunidades de trabalho e renda. Além disso, é um curso construído em conjunto, condizente com a realidade de seus próprios alunos”, salienta.

“Nós, enquanto órgão responsável por formular políticas públicas de apoio e incentivo à população negra, indígena e cigana, articulamos a oferta do curso junto ao Sebrae e mobilizamos os afroempreendedores para que participassem e construíssem em conjunto o produto que está sendo ofertado hoje”, afirma o superintendente municipal de Igualdade Racial, Domingos Barbosa.

Encontros virtuais

O cronograma da formação é composto por dois encontros virtuais por semana. “Os encontros e as aulas virtuais estão sendo enriquecedores. Esse curso se trata de um projeto piloto estudado e colocado em prática com muita atenção e planejamento pela equipe da Secretaria Municipal de Direitos Humanos, em especial a Superintendência de Igualdade Racial. Nosso intuito é fazer com que o projeto alcance ainda mais empreendedores em Goiânia ao longo deste ano”, pontua a secretária, Cristina Lopes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s