Goiânia realiza 53 cirurgias dos 67 aptos durante Maratona Bariátrica

A Prefeitura de Goiânia, por meio do Instituto Municipal de Assistência à Saúde dos Servidores de Goiânia (Imas), realizou 53 cirurgias das 67 pessoas aptas desde o dia 30 de setembro, quando iniciou a Maratona Bariátrica. A meta é zerar a fila até 31 de dezembro.

Do total de pacientes aptos, 14 pessoas tiveram que remarcar suas cirurgias para janeiro de 2022 em razão de problemas de saúde, como dengue, Covid-19 ou sequelas pós-Covid. A Maratona das cirurgias bariátricas foi coordenada pela Prefeitura de Goiânia por intermédio do IMAS.

O objetivo da Prefeitura é zerar o déficit existente para que as pessoas com cirurgias bariátricas marcadas não sofressem com demandas de fila. Nesse sentido, o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz, autorizou o Imas a fazer da cirurgia bariátrica procedimento de rotina.

As cirurgias contaram com envolvimento de quatro hospitais e seis médicos auxiliados por equipes multidisciplinares, que acompanharam os pacientes desde a solicitação ao acompanhamento psicológico antes, durante e após a cirurgia.

As cirurgias bariátricas, custeadas pela Prefeitura custaram em torno de R$ 20 mil cada uma. Além disso, o Instituto arcou com honorários médicos, anestesias, materiais cirúrgicos e serviços hospitalares.

“O Imas também vai pagar uma cirurgia reparadora para cada um desses pacientes. Tem, ainda, os custos com medicamentos em geral. Ou seja, é uma força tarefa desta gestão, uma diretriz do nosso prefeito Rogério Cruz para que fizéssemos esta ação. Esses pacientes aguardavam desde março de 2020 por essas cirurgias”, afirma o presidente do Imas, Júnior Café.

O prefeito Rogério Cruz lembra que a pandemia de Covid-19 resultou na interrupção de tratamentos médicos, ocasionando sofrimento às pessoas. “Este é um grande esforço da nossa administração, do novo Imas, para zerar a fila de espera. Temos muitos desafios a vencer no Imas, mas, com compromisso e empenho prestaremos um atendimento de excelência aos mais de 80 mil segurados do Instituto”, reforça o prefeito.

As cirurgias foram encerradas nesta segunda-feira (27). As 14 pessoas que remarcaram o procedimento para janeiro de 2022 têm o atendimento garantido. Desde o início da maratona bariátrica, dezenas de pessoas entraram com processo de solicitação do procedimento no IMAS. Todos serão atendidos como cirurgia eletiva de rotina, evitando assim, fila de espera.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s