Clara Garcia lança EP Tropeço com faixas inéditas e músicas autorais

Fuga, autoafirmação, liberdade e declarações de amor são alguns dos sentimentos declamados por Clara Garcia em seu EP Tropeço, que foi lançado no dia 10 de dezembro, com quatro faixas inéditas e participações especiais de John Amplificado e Os Parazin.

Clara assina a letra de “Tropeço” – música de destaque do EP, junto com Gustavo Chaves, Gabriel Viana, Marcus Di Paula, Rayan Felipe e Gabriel Araújo. A canção fala dos tropeços da vida. “Já que eu sou o tropeço da sua vida, então explica o porquê de tanta recaída se a pessoa certa não sou eu, prazer eu sou o erro mais perfeito que “cê” cometeu… Tropeça e finge de novo que nada aconteceu”.

Já a segunda faixa – “Homenagem a Você” –, com participação de John Amplificado, letra de Gustavo Chaves e Gabriel Viana, conta a história de alguém que terminou um relacionamento, mas não vai se lamentar por isso. “Cê tá achando que eu vou sofrer, chorar e emagrecer? Eu vou pegar geral em homenagem a você. Achando que eu vou sofrer? Cê se enganou bebê, eu vou pegar geral em homenagem a você”.

Clara também assina a canção “Cê Topa”, na letra, a cantora fala de amor e fuga. “Me deixa ser o seu amante, o seu namorado, o seu melhor amigo. O seu confidente dos segredos e conflitos, eu só quero saber se você vai querer. Só me fala se quer, que eu faço minha mala, eu pego meu carro, eu colo aí. Vamos dar mais um passo no nosso amor e se quiser fugir, eu vou com você. Só fala se quer, um local bem distante ou algum lugarzinho pra gente se amar, com o céu estrelado e a lua olhando a gente se beijar”.

E na última faixa – “Escolhe Eu” –, com participação especial de Os Parazin, letra também da cantora, Gabriel Araújo e Alex Cossini e Bruno Diaz, o sentimento é desejo e determinação por um amor que tem outra pessoa. “Larga desse cara que seu coração é meu, escolhe eu, vai namorar eu. Fala que tá enjoada e que ele te perdeu, escolhe eu, vai namorar eu. Desiste dele e sou todo seu).

Clara Garcia, cantora e compositora

De Franca – São Paulo, a cantora Clara Garcia, com oito anos de idade, iniciou sua musicalidade tocando violão e cantando em igrejas do interior do Tocantins, “Sempre gostei de cantar!”, destaca a cantora. Aos 16 anos já tocava em bares, acompanhada por seus pais. Após morar cerca de 20 anos no Tocantins, hoje ela reside há 11 meses em Goiânia (GO).

Clara sempre foi incentivada pela mãe, Ana Garcia, que é formada e pós-graduada em Música pela UnB – Universidade de Brasília, e proprietária da Escola de Música em Gurupi, no Sul do Tocantins.

Hoje, uma mulher de 24 anos e como todo artista, tem como sonho mostrar o seu trabalho pelo mundo. Clara conta que, o que gosta de mostrar para o público é um trabalho autoral. A cantora cantou recentemente com a dupla Henrique e Juliano a música ‘Estrelinha’. O vídeo viralizou e Clara viu o número de seguidores em suas redes sociais dobrarem da noite para o dia.

Morando em Goiânia hoje, quando ela viu em um sinal que morar na capital sertaneja – sem muitos recursos na época, apenas com a fé e coragem, iria alavancar sua carreira. Clara já cantou também com os Parazim, Maiara e Maraisa, Israel Novaes, Gabriel Gava, Naiara Azevedo, Humberto e Ronaldo, entre outros.

Com mais de 100 composições, Clara conta que começou a compor com 18 anos. “Escrevi há seis anos, a minha primeira composição, depois de uma decepção amorosa”, disse. A Paulista faz parte do Casting de artistas da gravadora e agência de compositores, Plug Records, em Goiânia. Gravadora que lançará ainda este ano seu EP com cinco faixas autorais. “Vamos começar o trabalho de carreira agora, vamos lançar um EP com cinco faixas, com participações de Victor e Luan, Os Parazim e Jonh Amplificado”, sertanejos universitários de Goiás.

“Além de compor, eu também toco instrumentos, já fui professora na escola de música da minha mãe”. Ela toca violão, teclado, piano e se mostra muito curiosa com todos os tipos de instrumentos. Sobre a música sertaneja em sua vida, a cantora admite ser o gênero que sempre gostou mais. “Escuto de tudo, do MPB ao pagode, mas sempre foi o sertanejo em minha vida. Espero em futuro próximo que a galera escute a Clara Garcia e consiga entender tudo que quero passar”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s