Comerciante de 88 anos tem alta após 29 dias internado por covid-19

Em 88 anos o mundo foi palco de inúmeras mudanças em sua trajetória. De 1933 até o atual ano, a segunda guerra mundial foi presenciada pela sociedade, a seleção brasileira de futebol masculina foi campeã cinco vezes da copa do mundo e também a tecnologia invadiu a vida e as casas das pessoas.

Todos esses acontecimentos foram presenciados por Ubaldo Ramos Machado, 88 anos, morador de Luziânia, que na última semana recebeu alta no Hospital Estadual de Luziânia (HEL), após 29 dias de internação devido às complicações da Covid-19.

O comerciante possui um fábrica de linguiças artesanais no centro de Luziânia, onde é conhecido pela população por seu carisma e amizade. Dentro da sua família o sentimento é o mesmo. Filhos e netos seguem o exemplo de Ubaldo, como sinônimo de vitalidade, disposição e ânimo.

No fim do mês de outubro, Ubaldo sentiu mal-estar e foi levado pelos filhos para um poste de saúde próximo. No local foram feitos exames que confirmaram o resultado positivo para Covid-19. Logo após, o comerciante foi encaminhado para o HEL que realizou exames complementares e foi liberado para casa onde ficou em observação.

Após alguns dias, o idoso teve um relativa piora e procurou novamente o Hospital Estadual de Luziânia, onde a equipe multidisciplinar constatou a necessidade de internação.

No período em que esteve internado, Ubaldo sempre demonstrou muita força e desejo de se recuperar. Sua fé não o abandonou. E graças, também, ao exímio trabalho dos profissionais de saúde, a sua força de vontade e as orações da família, ele recebeu alta hospitalar no primeiro dia de dezembro.

O filho de Ubaldo, Denilson Ramos, expressou seu agradecimento aos profissionais que salvaram a vida de seu pai. “Em nome de toda a família queremos agradecer a toda a equipe do hospital pelo carinho e atenção que tiveram com ele. Fica aqui nossa eterna gratidão”, afirmou.

Agora o comerciante descansa em casa e passa pelas últimas etapas da recuperação, ao lado dos filhos. Por um período de 14 dias, o idoso ficará em observação. A equipe do HEL seguirá o acompanhamento ao idoso a distância.

Para o diretor-geral do Hospital Estadual de Luziânia, Francisco Amud, a história de Ubaldo Ramos motiva ainda mais a equipe do hospital. “Saber que salvamos a vida de um senhor de 88 anos é incrivelmente gratificante. Aqui dentro do HEL realizamos o máximo possível para salvar vidas e conseguir recuperar a alegria para as pessoas novamente”, concluiu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s