Sítios arqueológicos serão recadastrados em seis municípios goianos

Sessenta e três sítios arqueológicos localizados nos municípios de Cavalcante, Colinas do Sul, Minaçu, Quirinópolis, Serranópolis e Porangatu serão recadastrados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), por meio da superintendência em Goiás, com investimento no valor de quase R$ 200 mil. A ordem de serviço foi assinada na quarta-feira, 20 de outubro.

Trata-se do primeiro projeto de recadastramento de sítios com recursos próprios do Governo Federal. A ação acontecerá em parceria com o Centro Nacional de Arqueologia (CNA), unidade vinculada ao Iphan, e visa georreferenciar e atualizar os dados de localização e caracterização dos sítios arqueológicos. As atividades terão início em Goiás, e em seguida terá possibilidade de ampliação para os estados de Minas Gerais, Santa Catarina, Pará e Bahia, que possuem maior número de sítios sem georreferenciamento e apresentam expressiva demanda de pesquisas arqueológicas relacionadas ao licenciamento ambiental.

Em Goiás, os bens arqueológicos se destacam pelas grutas com pinturas e gravuras rupestres, sítios de grandes aldeias, de acampamentos e de cemitérios que comprovam a presença humana no território há pelo menos 11 mil anos.  

Para a ação, o Iphan contratou empresa especializada para o recadastramento e inserção dos sítios no Sistema Integrado de Conhecimento e Gestão (SICG) do Instituto. “Os sítios quando inseridos neste sistema passam a integrar uma ampla base de informações sobre o patrimônio cultural brasileiro, com georreferenciamento e dados associados aos bens culturais acautelados pelo Iphan”, explica do arqueólogo do Iphan-GO Sérgio Oliveira.

Os trabalhos serão desempenhados por uma equipe técnica formada por arqueólogos e técnico em geoprocessamento e serão divididos em grupo: A (Serranópolis e Quirinópolis); B (Porangatu e Colinas do Sul), C (Minaçu e Cavalcante). Todos os sítios dos três grupos deverão conter a contextualização arqueológica e etno-histórica; a relação inicial dos sítios arqueológicos a serem recadastrados com as informações atualizada; as condições de preservação de cada sítio, visando recomendações de futuras ações com o foco na proteção dos sítios arqueológicos; e por último, o relatório final.

O arqueólogo Danilo Curado, que participou da escolha dos sítios em Goiás, reforça “que para a melhoria da gestão dos sítios arqueológicos é necessário que o Instituto tenha o conhecimento exato de suas localizações e este projeto dará essas condições”.

A ação terá início ainda este ano, logo após a empresa vencedora do processo licitatório encaminhar o cronograma de atividades. Todo o trabalho será acompanhado pela equipe de arqueologia da superintendência do Iphan-GO e a finalização dos trabalhos está prevista para outubro de 2022. 

“São sítios das décadas de 70, 80 e 90, cadastrados há anos e que já estão com descrições e características defasadas. Com essas atualizações, será possível o CNA e o Iphan-GO fazerem um melhor monitoramento desses sítios, verificar em que situação eles se encontram e propor ação de conservação, se necessário”, destaca o superintendente do Iphan-GO, Allyson Cabral.

Bens arqueológicos

São considerados sítios arqueológicos os locais onde se encontram vestígios de ocupação humana. A legislação estabelece que todo achado arqueológico é bem da União e qualquer nova descoberta deve ser imediatamente comunicada ao Iphan, que exerce a proteção e a fiscalização de sítios arqueológicos cadastrados, com a concessão de autorização para pesquisas, a emissão de pareceres e a realização de vistorias. Por meio dos bens arqueológicos, é possível identificar conhecimentos e tecnologias que indicam anos de adaptação humana ao ambiente, além da produção de saberes tradicionais brasileiros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s