Fiscalização de Aparecida encerra 55 festas clandestinas em julho

A Prefeitura de Aparecida de Goiânia realiza, desde o início da pandemia, ações de fiscalização do cumprimento das normas de funcionamento das atividades econômicas e dos protocolos sanitários vigentes no município para evitar a propagação do novo Coronavírus. A fiscalização é realizada tanto durante o dia quanto a noite e principalmente aos finais de semana pela força-tarefa montada por agentes da Secretaria de Meio Ambiente (SEMMA), Vigilância Sanitária (Secretaria de Saúde), Posturas (Secretaria da Fazenda), Regulação Urbana e Guarda Civil Municipal (GCM).

Balanço do mês de julho deste ano mostra que 717 estabelecimentos foram visitados, entre bares, restaurantes, distribuidoras. Dentre esses estabelecimentos, 41 foram interditados em julho. As ações resultaram ainda em 64 veículos com som automotivo apreendidos por perturbação sonora e nove pessoas presas por diversas tipificações.

As ações de fiscalização também visam coibir festas clandestinas e eventos realizados em desconformidade com os protocolos de segurança contra a Covid-19. Em relação às aglomerações, 55 festas clandestinas foram encerradas, 26 caixas de som apreendidas e 1.462 pessoas foram multadas em R$ 111 cada uma, por não uso de máscara facial de proteção contra a Covid-19.

“Nossas ações visam coibir irregularidades no município, como poluição sonora causada por som automotivo e mecânico, festas e eventos – que estão proibidos nesse período de pandemia – e situações adversas às determinações do município. Nossas equipes estão atuando diariamente sem pausa, para garantir o sossego público e claro, o respeito às normas sanitárias e de convívio social em Aparecida de Goiânia”, sublinhou o sub-coordenador de operações da força-tarefa de fiscalização de Aparecida, Delazaro Gomes.

Conforme as portarias em vigor na cidade para conter a pandemia, as distribuidoras de bebidas podem funcionar até as 22h e bares e restaurantes até a meia-noite com no máximo seis pessoas em cada mesa, sem pista de dança, e, se houver show ao vivo, com até dois músicos. Além da obrigatoriedade legal de manutenção das medidas preventivas, as festas privadas são permitidas apenas em locais registrados como salões de eventos e similares com lotação máxima de até 30% da capacidade, limitando-se a 100 pessoas e sem pista de dança. Já eventos com cobrança de ingressos continuam proibidos. Denúncias de descumprimento das regras podem ser feitas pelos números 3545-5992 (Whatsapp), 3238-7243 e 153.

“Nós temos atendido denúncias e também realizado pesquisas na internet com o objetivo de coibir esses eventos que geram aglomeração e ajudam na disseminação do vírus da Covid-19 em Aparecida”, ressaltou Delazaro Gomes após a fiscalização deste último final de semana, onde 300 pessoas foram multadas em uma festa clandestina que tinha no local mais de 500 pessoas. “As pessoas precisam entender que a pandemia ainda não acabou. E que festas e eventos clandestinos ajudam na propagação do vírus, por isso estamos atentos”, comentou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s