Lojas de material de construção poderão ser consideradas essenciais

A Câmara de Goiânia aprovou projeto que define como atividade essencial lojas de materiais de construção e autoriza a abertura e funcionamento durante pandemia.

Para isso, as lojas que comercializam louças, tintas e ferragens, ferramentas manuais, produtos metalúrgicos, madeira, compensados, materiais hidráulicos e elétricos, pisos e revestimentos, vidros e maquinários para construção deverão adotar medidas de prevenção à contaminação pelo coronavírus, como lotação máxima de 30%, funcionários com mais de 60 anos ou que sejam de grupos de risco afastados e uso de máscara de proteção facial pelos colaboradores e consumidores.

“A construção civil é atividade essencial para o desenvolvimento da economia, pois contribui em várias frentes para a concessão da dignidade do cidadão e do livre exercício dos direitos básicos”, afirmou o autor do projeto, Willian Veloso (PL).

Para se tornar lei, a proposta precisa ser sancionada pelo prefeito Rogério Cruz (Republicanos)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s