Empresa do Texas cresce com investidores brasileiros

O brasileiro Carlos Vaz desembarcou nos EUA há 20 anos com US$ 300 no bolso.
Hoje, é referência no mercado imobiliário e líder empresarial, cada vez mais
procurado por brasileiros que investem no exterior buscando melhor retorno

Milhares de brasileiros deixaram o país em busca do sucesso em outras partes do mundo, mais ainda nos últimos anos. Pouquíssimos conseguem trajetórias tão vitoriosas e diferenciadas como a do mineiro Carlos Vaz, co-fundador e CEO da CONTI Real Estate Investments, que atua no mercado imobiliário americano. Com sede em Dallas, a empresa criada em 2008 está há quatro anos entre as que mais crescem nos Estados Unidos e acabou produzindo uma espécie de ‘efeito bumerangue’: entrou definitivamente na mira de investidores brasileiros, reconectando Vaz a seu país de origem.

“O investidor brasileiro está se globalizando rapidamente e isso é positivo. Carteiras diversificadas são fundamentais para que investimentos gerem retorno e no momento, as taxas de retorno no Brasil estão muito baixas. Isso contribuiu para que a CONTI se tornasse alvo de investidores brasileiros. Para nós, atender bem a esse público virou prioridade”, explica.

Site do fundador

Parte desse esforço é o lançamento do site CarlosVaz.com (www.carlosvaz.com), detalhando para o público de língua portuguesa o que está por trás do crescimento exponencial de investidores estrangeiros e, particularmente, os brasileiros, na CONTI. O site compartilha o profundo conhecimento adquirido por Carlos Vaz sobre os mercados imobiliários dos EUA e do Brasil, a experiência acumulada como líder empresarial e entusiasta da cultura interna e da meritocracia.

Nascido em Itajubá, no sul de Minas Gerais, Vaz está radicado nos Estados Unidos há 20 anos e dedicou a maior parte desse período a transformar a CONTI em uma empresa sólida, especializada no segmento multifamily do ramo imobiliário. De tradição centenária nos EUA, o multifamily é um modelo inexistente no Brasil. Atende a famílias que nem sempre têm acesso a um imóvel próprio e precisam morar em regiões centrais das grandes cidades, perto do trabalho, comércio e escolas.

Investidores

A CONTI reúne investidores em fundos fechados e, com o valor arrecadado, compra conjuntos habitacionais de casas ou apartamentos exclusivamente para aluguel, protegidos por lei de zoneamento própria. O retorno para quem investe é imediato: todos recebem participação sobre os aluguéis captados e, caso a CONTI decida se desfazer da propriedade – as unidades não podem ser vendidas isoladamente –, ainda embolsam um rendimento extra.

Até três anos atrás, os fundos da CONTI eram procurados basicamente por americanos. Esse modelo de negócio, porém, começou a chamar a atenção de investidores brasileiros com a mudança do cenário econômico nacional, marcada pelo gradual processo de redução da Selic, a taxa básica de juros. De 14% ao ano, a Selic foi caindo e hoje está em 2%, o que desestimula aplicações nos fundos de renda fixa e produtos financeiros semelhantes – e levando investidores a buscar opções no mercado externo. A estabilidade oferecida pelos fundos da CONTI, que não dependem da oscilação da Bolsa de Valores e dão retorno anual em dólares, facilitou a reaproximação de Vaz com o país de origem.

Além de atrair brasileiros, a empresa vem captando investidores de outros países da América Latina, Europa e Oriente Médio com a crescente valorização do segmento multifamily como ativo financeiro dentro do mercado imobiliário americano. A pandemia do novo coronavírus apenas reforçou essa tendência: por causa da crise financeira, muitos americanos que moravam de aluguel tiveram de buscar alternativas mais baratas. O segmento multifamily, que se encaixa nesse perfil, ficou aquecido.

Investidores estrangeiros

Hoje, 48% dos investidores da CONTI vêm do exterior, sendo boa parte composta de brasileiros. Dentro do esforço para garantir o melhor atendimento a esses investidores, a CONTI anunciou recentemente a abertura de escritórios em Miami e São Paulo, os primeiros da empresa fora do Texas. Eles são chefiados por Simone Klein (Miami) e Marina Varella (São Paulo), as primeiras brasileiras do quadro de profissionais da CONTI, ambas com ampla experiência no mercado financeiro.

A trajetória vitoriosa e inspiradora de Vaz é contada em detalhes no site. De sua chegada em Boston, com apenas US$ 300 no bolso, passando pelas dificuldades que enfrentou para se estabelecer no país e a decisão de dar uma guinada profissional em 2008, em plena crise financeira, quando se mudou para o Texas e passou a atuar no segmento multifamily.

Há oito anos, a CONTI integra a lista das 5.000 empresas que mais crescem nos EUA. Por isso, Vaz é hoje um dos nomes mais respeitados no mercado imobiliário americano. Além de fazer parte do board imobiliário da revista Forbes, ele costuma dar palestras sobre liderança empresarial. Com o site, Vaz pretende disseminar seu conhecimento e mostrar que, com planejamento, estudo, trabalho duro e manutenção de valores, é possível fazer acontecer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s